| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

CULTURA MIX
Desde: 24/05/2004      Publicadas: 9      Atualização: 17/06/2004

Capa |  Folclore  |  Geral  |  Lendas  |  Mitos


 Lendas

  24/05/2004
  0 comentário(s)


Brasil comemora Dia dos Namorados desde 1949

A origem do Valentin's day tem suas raízes na época do imperador romano Claudius II Gothicus

Brasil comemora Dia dos Namorados desde 1949O costume surgiu em 1949, quando o publicitário João Dória trouxe a idéia do exterior e a apresentou aos comerciantes. Como junho é um mês de vendas baixas, eles decidiram comemorar a data nesse mês e ainda escolheram a véspera de Santo Antônio, o santo casamenteiro como o Dia dos Namorados.

"Não é só de beijos que se prova o amor." Com esse slogan, ele instituía no Brasil o Dia dos Namorados. Na época ele era presidente da Standart Propaganda, responsável pela campanha publicitária da loja Exposição Clíper - uma das mais modernas da década de 40.

A comemoração era inspirada no Valentine's Day (Dia de São Valentim) norte-americano, mas os comerciantes paulistanos propuseram um ajuste no calendário. Tinham, para isso, dois motivos: aquecer as vendas no mês de junho, tradicionalmente fraco nesse aspecto, e aproveitar a proximidade do dia 13, festa do santo casamenteiro. O sucesso não foi imediato. Foram precisos muitos anos para que a data se tornasse sinônimo de romantismo e, é claro, de consumo.

Atualmente o Dia dos Namorados é a terceira melhor data comemorativa para o comércio. Só perde para o Natal e para o Dia das Mães.

Na Europa e na América do Norte, a festa dos amantes é tradicionalmente comemorada no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim. A origem do Valentin's day tem suas raízes na época do imperador romano Claudius II Gothicus, aproximadamente 300 anos antes de Cristo. Nessa época, todos os homens da cidade eram obrigados a irem para a guerra, mas os homens mais velhos não queriam ir para não abandonar suas famílias, e os homens mais jovens se recusavam a ir para não abandonar as suas namoradas. Isso de fato era um grande problema para o império, pois a conquista e defesa das terras era o mais importante para eles. Com isso o imperador na época Cláudio, conhecido como "o cruel" teria proibido a realização de casamentos a fim de obrigar os homens a irem de fato para a guerra. Um religioso conhecido como "Valentine" teria desobedecido a ordem do imperador e realizado casamentos escondido. Cláudio descobriu e ordenou que o padre Valentine fosse aprisionado. Mesmo na cadeia continuava casando os apaixonados, até ser decapitado no dia 14 de fevereiro. A comemoração do Dia dos namorados nessa data seria em homenagem a esse santo protetor das paixões.

Existe também uma outra versão, datando da Idade Média, que seria baseada nos movimentos dos pássaros. No hemisfério Norte, em meados de fevereiro os pássaros começam o seu movimento de namoro. Vocês já repararam o jogo de sedução dos pássaros? Vale a pena sentar num banco de praça e reparar na " dança de sedução" dos pombos, é lindo e a pomba faz um doce danado! Se baseando nos animais, os humanos decidiram fazer uma festa comemorando a fertilidade. Nesse dia as moças do vilarejo escreviam declarações de amor que colocavam em uma grande urna. Depois cada rapaz pegava um papelzinho e fazia a corte à moça que tinha escrito os versos. Mesmo se as origens do Valentin's day são nebulosas, algumas frases de declaração de amor, como "I love you" , "Be my valentine!", "Be mine!", "From my heart to yours!" e "Every day with you is Valentine's Day for me!" se tornaram internacionais.

E o nosso Santo Antônio? Essa estória já é mais divertida, e é mais a nossa cara. Parece que uma moça bonita e solitária estava à procura de um namorado e dirigia suas preces a Santo Antonio. O tempo foi passando e ela continuava só. Um dia ao olhar-se no espelho, reparou que o tempo também passava para ela e o Santo não escutava suas preces. Num gesto de raiva e desilusão, pegou a estatueta do Santo e jogou-a pela janela. O objeto caiu na cabeça de um jovem rapaz que passava pela rua, e desmaiou. A moça escutando os gritos desceu para ver o que tinha acontecido, deu os primeiros cuidados ao rapaz. Este ao abrir os olhos e vê-la, apaixonou-se perdidamente. Acabaram se casando, e esperamos nós, viveram felizes para sempre.
  Autor: Da Redação


  Mais notícias da seção Lendas no caderno Lendas
16/06/2004 - Lendas - Santo Antonio é lembrado por muitos no Dia dos Namorados
De Lisboa ou de Pádua, é por excelência o Santo "milagreiro", "casamenteiro", do "responso" e do Menino Jesus...
26/05/2004 - Lendas - As lendas vão e voltam no tempo
O boneco do Fofão era o verdadeiro "Chuck" brasileiro...



Capa |  Folclore  |  Geral  |  Lendas  |  Mitos
Busca em

  
9 Notícias